sábado, 25 de abril de 2009

IMAGEM DE LIBERDADE


Comemora-se hoje o 35.º aniversário da Revolução dos Cravos. Aqui deixo a minha singela homenagem ao povo que ajudou nas conquistas e iberdades que foram conseguidas. Para que não se esqueça o 25 de Abril de 1974, na hora difícil que o nosso País atravessa. "25 de Abril, sempre! Fascismo, nunca mais!".


Liberdade.
Imagem de uma nova alvorada
que nasce para nós.
Liberdade de viver,
de falar,
de ser alguém.
Agora podemos dizer:
Sou livre de eleger,
de pensar,
de sentir,
de me expressar.
Sou livre para abraçar,
de ter os meus braços
libertos de preconceitos,
de cantar com o alento da verdade.
Sou livre para gritar:
Viva a liberdade.

Castelo Branco, 1974



Texto: Victor Gil
Fotografia: Pedro Santos (Olhares.com)

11 comentários:

Eduardo Trindade disse...

Claro que eu não esqueceria de visitar este blogue hoje... Parabéns pela data!

Para lembrar:

"Fica proibido o uso da palavra liberdade, (...)
A partir deste instante
a liberdade será algo vivo e transparente
como um fogo ou um rio,
e a sua morada será sempre
o coração do homem."
(Thiago de Mello)

E um terno cravo também lá n'As Valsas Invisíveis hoje.

Abraços!

alcinda leal disse...

Foi um dia muito feliz!
Apesar de tudo o que não nos agrada nesta sociedade... 25 de Abril sempre!
Alcinda

Regina Fernandes disse...

Victor
Aqui no Brasil em uma das tvs a cabo apresentaram um belo documentário sobre o 25 de abril.
Lembrei muito de você.
Bjs com carinho

Gaspar de Jesus disse...

Victor Gil
Obrigado pela visita.
25 DE ABRIL SEEEEEMPRE!!!
Abç
G.J.

CANTACLARO disse...

.

Víctor es la libertad el regalo que todos anhelamos, en todo. Libres para pensar, libres para decir, libres para hacer.

Beijos libres,

Ana Lucía

.

Branca disse...

...um viva à liberdade!!!


Boa noite Victor...bjo carinhoso!

§♫*€lisa*♫§ disse...

libre como el viento
como el pensamiento
como el amor
como la luz
como la esperanza...

hermoso canto dejas plasmado
tanto se aprecia la Libertad sólo cuando esta se pierde, dura lección que lamentablemente olvidamos como especie.

Un abracito de sol

Fernando Santos (Chana) disse...

Caro amigo, bela fotografia...belo texto sobre a Liberdade...Espectacular....
Um abraço

Liliana Lucki disse...

Libre albedrío,libres !!!!

Gozar dela libertad !!!

Cuidarla y defenderla entre todos.

Saluda desde Argentina Liliana.

Jyhael disse...

Cantas verdades aquí se din, cantas cousas, dende Portugal e España temos que dicir, cantas liberdades suspiramos noutros tempos, cantos petálos cairon ao chan por ter sed de xustiza, cantas e cantas palavras quedaron no camiño, cantas verbas forn honradas e para canto máis deshonradas, cantos camiños se tiveron que facer e coller pra dar un paso xusto, de frente e sempre sin mirar para atrás, buscando a alento a brisa do aire da verdade e a liberdade... Bo lugar onde repousar os recordos sentidos, amados da memoria... Jyhael, unha aperta, os meus parabens...
Jyhael

Tais Luso de Carvalho disse...

Amigo Gil, eu não conhecia esse blog! Estou andando para descobrí-lo. E já sou seguidora.

Belo este poema sobre a liberdade, diz muito.
Bom domingo
bjs
tais